quinta-feira, 18 de março de 2010

Protocolo pretende melhorar formação de estudantes de Administração

A melhoria da formação dos estudantes de cursos de Administração para o mercado de trabalho é foco do protocolo de intenções assinado na manhã desta quarta-feira, 17 de março, pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e Conselho Federal de Administração (CFA). Entre as ações que devem ser desenvolvidas pelas duas entidades estão a criação de bolsas para alunos desenvolverem projetos voltados para aperfeiçoamento da gestão em micro e pequenas empresas e pesquisas que apontem carências nos currículos de cursos de Administração.

O superintendente do IEL, Carlos Cavalcante, afirma que o objetivo das duas entidades é promover o debate mais amplo sobre a carreira de Administração sob a ótica da indústria. “Gostaríamos de saber como é a formação dos jovens e o quanto está adequada para a realidade das empresas, além de saber como é o aproveitamento desses profissionais pelo mercado de trabalho”, diz Cavalcante. “Essa é uma área de grande impacto na indústria brasileira e essa parceria pretende melhorar ainda mais a formação desses profissionais para o mercado de trabalho.”

De acordo com o diretor geral do IEL, Paulo Afonso Ferreira, é crescente a importância que gestores têm dado a administradores dentro das empresas. “Não dá mais para fazer uma administração com base na intuição. Precisamos de gestão profissionalizada e eficiente que permita a competitividade e a inserção de empresas no mercado”, destaca Ferreira.

No Brasil, há aproximadamente 2 mil cursos de Administração, 800 mil estudantes e 1,5 milhão de profissionais na área. Para o conselheiro federal efetivo do Conselho Federal de Administração pelo Estado da Paraíba, Lúcio Mariano, que representou o presidente da entidade durante a assinatura do protocolo de intenções, a grande carência dos jovens profissionais da área é de experiência prática. “Com o apoio do IEL ampliaremos a possibilidade de inserção de estudantes em estágios. Eles necessitam dessa aliança entre teoria e prática”, afirma Mariano.

O gerente de Estágio e Novos Talentos do IEL, Ricardo Romeiro, informa que as primeiras ações entre as duas instituições devem ser planejadas e divulgadas ainda neste semestre. Ele destaca ainda que alunos de Administração devem ser beneficiados em cursos de capacitação oferecidos pelo IEL a estudantes. “Pretendemos fortalecer a formação desses jovens, não só nas universidades, mas também no estágio, para que tenhamos gestores mais eficientes com vistas à diminuição de gargalos, como a falta de mão de obra qualificada.”

Um comentário:

saulo disse...

Creio que esse seja um importante passo para uma melhor construção da carreira. Une o interesse dos alunos em se desenvolver, com a necessidade que o Brasil tem em crescer.
Conhecimento é valor agregado.

Saulo.
4º período de ADM-UNESA/WS

CNI | SESI | SENAI | IEL